Backup de servidores na AWS

Backup de servidores na AWS: como fazer da maneira certa e segura

Olá surinauta! Bem vindo a mais um post. Hoje vamos falar sobre a maneira correta de fazer backup de servidores na AWS. Este é um assunto recorrente, caso ainda não tenha lido, confira nosso ost sobre backup na AWS: https://blog.atmosfero.com/backup-de-servidores-na-aws/.

É provável que muitos de vocês já tenham rotinas de backups, mas não estão necessariamente fazendo da maneira correta. Já que muitas pessoas não sabem, e alguns que sabem ainda tem muitas incertezas, seguem algumas dicas de como fazer.

AMI

Criar imagens de servidores linux é muito simples. Em princípio, a AWS já disponibiliza imagens com vários tipos de personalizações feitas. Mas sempre precisa-se configurar um software novo, uma diretiva diferente ou um serviço específico para seus sistemas. O fluxo abaixo mostra por alto como personalizar uma imagem.

Fluxo de personalização de AMI

Fluxo de personalização de AMI

  1. Escolha uma imagem base para criar seu servidor;
  2. Crie seu servidor com base nessa imagem;
  3. Acesse o servidor e faça todas as personalizações necessárias: instalação de software e cópia dos dados necessários. Com o intuito de reduzir o tempo de inicialização de máquinas a partir dessa imagem, uma dica interessante é excluir arquivos temporários, desfragmentando o disco rígido e liberando o espaço livre;
  4. (Opcional) Com a finalidade de garantir que todos os dados estejam persistidos em disco e nenhum outra alteração será feita, sugere-se desligar a máquina ou pelo menos suspender todo IO com discos;
  5. No painel de controle da AWS ou via API, solicite a geração de uma nova imagem para a máquina. Nesse momento, deve-se informar: o nome da imagem, uma descrição para ela, o bloqueio quanto a opção de reboot e se a exclusão de seus EBS deverá ser feita por cascata junto a da máquina (se a exclusão do servidor implica na exclusão ou manutenção dos EBS criados).
  6. Após a conclusão do processamento, uma nova imagem estará disponível para ser replicada em quantas máquinas forem necessárias, dentro de uma mesma região.

Veja mais em: https://docs.aws.amazon.com/pt_br/AWSEC2/latest/UserGuide/creating-an-ami-ebs.html.

Windows

Apesar de ambos serem recursos AWS EC2, requisitar o AMI de uma imagem Linux ou Windows é um pouco diferente. Ambientes Windows costumam ter configurações que devem ser limpas antes de gerar um nova imagem. Para um detalhamento completo do processo, confira no site https://msdn.microsoft.com/pt-br/library/windows/hardware/dn938335(v=vs.85).aspx.

Nesse sentido, a AWS possue aplicativos auxiliares para ajudar nessa preparação. Veja algumas das maneiras de realizar essa proparação:

  1. Windows Server 2016 – utilizar o programa instalado por padrão em todas imagens windows EC2Launch.
  2. Windows Server 2012 R2 e anterior –  utilizar o programa instalado por padrão em todas imagens windows EC2Config.
  3. Windows Server 2008 R2 – caso utilize drivers RedHat para acessar o hardware virtualizado Xen, deve-se atualizar para drivers do Citrix antes de criar uma AMI. Veja como fazer em como atualizar instâncias do Windows Server 2008 e 2008 R2 (atualização do Redhat para Citrix PV).

Automação

Existem maneiras de automatizar esse processo de backup de servidores na AWS. Algumas ferramentas de terceiro podem fazer isso. Mas caso prefira, algumas ferramentas de automação podem ser instaladas em seu ambiente para orquestrarem essas atividades, como Ansible, Puppet, Cheff…

Entretanto, uma maneira elegante, de baixo custo e utilizando recursos nativos da cloud é utilizar serverless. No caso da AWS temos funções Lambda que podem requisitar o backup, ou utilizar Step Functions para coordenar serviços mais elaborados.

 

Gostou dessas dicas? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Deixe um comentário!

Nós do Atmosfero temos soluções automatizadas para realizar backups de servidores na AWS. Para saber mais sobre nossos serviços, acesse: atmosfero.com ou surittec.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *