4-erros-para-evitar-na-seguranca-em-cloud-computing.jpeg

4 erros em cloud computing para se evitar

A computação em nuvem vem se consolidando no mundo corporativo como uma alternativa para otimizar os mais diversos processos. Atualmente, diferentes setores e empresas de todos os portes já a empregam em suas atividades. Contudo, aproveitar de todos os benefícios que esse conceito pode ofertar dentro do ambiente empresarial, requer uma série de cuidados e medidas para que os erros em cloud computing não ocorram.

Por isso, para evitar essa situação, nesse artigo vamos explorar um pouco mais sobre os erros mais recorrentes na computação em nuvem, a fim de que você os conheça e, principalmente, saiba como evitá-los. Continue lendo e confira!

1. Falhas na gestão

A rotina de operações de uma empresa é dotada de inúmeras atividades e processos. Razão pela qual a organização passa a ser uma característica primordial para o bom funcionamento de todos eles. A gestão é quem se encarrega de cuidar dessa organização, não deixando que problemas e erros aconteçam.

Nesse contexto, a gestão deve sempre estar atenta a todas as questões ligadas à infraestrutura e segurança do ambiente, além de se preocupar em manter todos os sistemas atualizados e empregando os recursos humanos e tecnológicos adequados para cada tipo de demanda.

2. Baixo investimento em segurança

Dentro de um ambiente corporativo, o nível de segurança da cloud computing é diretamente proporcional aos investimentos feitos nesse campo. Mais uma vez, o tópico anterior entra em cena, pois, o gestor de TI também deve se encarregar de demonstrar a necessidade dos investimentos em segurança para a empresa.

O baixo investimento em soluções de segurança, como conceitos modernos, equipamentos e novas tecnologias, certamente, em algum momento ocasionarão graves falhas na segurança da cloud e, consequentemente, à rotina de operações de forma geral.

Por isso, investir em segurança é, sem dúvida alguma, uma providência insubstituível para qualquer empresa. Principalmente para valorizar as suas informações, seus dados e o bom funcionamento dos sistemas.

3. Negligenciar a evolução de ameaças

Fazendo um paralelo com o tópico anterior, muitas vezes, na errônea tentativa de diminuir custos, as empresas negligenciam a capacidade destrutiva das ameaças, a pretexto de não se fazer os investimentos necessários em segurança.

Atualmente, assim como as tecnologias avançam e surgem novas soluções em segurança, as ameaças também se tornam mais sofisticadas e difíceis de serem combatidas, ainda mais se a empresa não tiver os recursos adequados para isso.

Negligenciar essa realidade pode ser fatal para a segurança da sua empresa, podendo ocasionar graves falhas e consequências.

4. Ausência de um SLA específico

O SLA (Service Level Agreement) apesar de muito importante na prestação de qualquer serviço de TI, muitas vezes ainda é deixado de lado.

A falta de um SLA específico para contratação de um serviço – como é o caso da cloud computing – dificulta o estabelecimento do alcance desse e também das responsabilidades do contratante e do provedor do serviço, no que se refere ao seu funcionamento.

Assim, questões como as responsabilidades individuais, prazos, suporte técnico, dentre outros aspectos que merecem ser definidos na contratação de um serviço de TI, ficam em aberto. Deixando margem para inconsistências e falhas.

Por fim, estar atento a esses erros em cloud computing é medida de ordem para preservar a segurança da operação da empresa. Razão pela qual todos eles devem ser evitados.

Agora que já conhece quais são esses erros, o que acha de compartilhar essas informações nas suas redes sociais, para que mais pessoas também os conheçam? Não deixe de compartilhar!

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *